Graxas e Bandanas - Prólogo


Olá, pessoal!! Tudo bem com vocês?

Eu estou mais que radiante por finalmente estar adaptando Graxas e Bandanas para o Original <3 Eu estava muito ansiosa, e conforme reescrevia essa história, eu ficava mais e mais empolgada com tudo o que ando planejando para ela!

Eu espero que vocês gostem tanto quandto eu de tudo aqui.

E aceitem embarcar comigo nessa nova aventura totalmente nova e cheia de adrenalina!

Amo vocês <3





Whitstable, Inglaterra

18 de junho de 2022


O carro vermelho, tão chamativo por toda aquela pista de terra, virou perfeitamente por outra curva fechada, arrancando mais do que gritos histéricos de todos os espectadores ao redor vidrados naquela corrida, mas também arrancou urros de ódio de quem detestava o motorista do carro, e sorrisos convencidos e satisfeitos dos poderosos homens e mulheres que iriam lucrar muito com o resultado daquela corrida.

Os verdadeiros chefes por trás daquelas corridas, por trás de toda aquela organização secreta que o governo nunca conseguia derrubar.

Os pneus deslizando pelo chão pareciam gritar mais do que as animadas pessoas ao redor, eles queimavam a terra, levantando-a exageradamente antes que o carro avançasse com mais velocidade em rumo a linha de chegada.

Finalmente era a última volta.

Era certo de que aquele carro vermelho iria passar na frente, era óbvio. Tudo apontava para aquilo.

Mas então, a menos de cinquenta metros da linha de chegada, a Mercedes preta ultrapassou a todos em um arranque monstruoso e absoluto, levantando uma grande quantidade de terra no processo. Atravessou a linha de chegada como se já estivesse planejando fazer aquilo desde que a largada foi dada.

Os urros e gritos de felicidade triplicaram, mesmo que houvesse pessoas infelizes com aquele resultado, a felicidade era muito maior. O verdadeiro favorito de todos havia ganhado a corrida, surpreendido a todos com sua capacidade, havia dado mais dinheiro para o bolso de pessoas poderosas, incluindo o tão temido Roman.

E se havia uma coisa que todos os frequentadores mais assíduos de tais corridas ilegais sabiam, era que se Roman estava feliz e satisfeito, tudo ficaria bem.

Nenhum outro poderoso chefe por ali dava tanto medo quanto ele, ninguém chegava a ser tão assustador ou intimidante quanto Roman.

Era dono de mais da metade de todo aquele império das corridas junto de sua irmã. Todos o conheciam, não importava de que lado da justiça você estivesse, Roman era conhecido e temido por todos porque a família dele fez questão de firmar seu império muitos anos atrás, deixando-o no cuidado do primogênito da família que, com toda a habilidade que possuía, triplicou a fama, fortuna e temor que todos já tinham por eles.

A Mercedes girou duas vezes no mesmo lugar, a alegria de todos aumentou por conta daquela façanha mesclada com provocação e a ansiedade de cada um dos presentes também aumentou devido ao possível encontro que os dois pilotos poderiam ter.

Todos os carros atravessaram a linha de chegada, aos poucos os patrocinadores e amigos se aproximaram de cada carro correspondente de seus chefes. Avaliavam as melhorias que podiam fazer, o porque de alguma falha ter acontecido, avaliavam arranhões, a sujeira, as respostas que o motor deu… Avaliavam tudo enquanto os corredores saíam, ovacionados ou vaiados.

Mas somente um carro estava recebendo todo o alvoroço da plateia.

A Mercedes preta que continuava com os vidros fechados, escondendo o motorista tão conhecido e adorado que já tinha feito sua fama anos atrás. O dono do nome que fazia muitos desistirem de correr porque sabiam que ele iria ganhar.

As linhas de chegada já eram dele assim que ele escolhia participar.

Roman se aproximou do automóvel, inclinando-se na frente do capô antes de dar dois tapas em cima da pintura, que era muito reluzente antes de estar completamente suja de terra.

Os olhos de Roman estavam fixos no rosto do motorista, os homens e mulheres armados ao redor para proteger a vida de seu chefe estavam com os corações acelerados pelo possível conflito que poderia haver.

Não era raro pilotos se voltarem contra seus chefes em busca de mais dinheiro ou vantagens nos prêmios das corridas.

Somente com o olhar, Roman deu a ordem de que o piloto deveria sair do carro imediatamente, e assim que a porta destravou e abriu, os gritos começaram já que nem todos da plateia percebiam tudo o que acontecia por debaixo dos panos daqueles eventos.

— JORDAN PARA! — Homens aleatórios começaram a gritar para o homem que avançava em direção ao piloto de Roman, empurrando todos para alcançar o tão adorado piloto que era motivo das suas derrotas, a raíz de todo o seu estresse e sentimento de mediocridade que sentia desde que começaram a disputar um contra o outro.

— PARA! HEY! JORDAN, NÃO! — Os gritos continuaram, mas de nada adiantou.

Jordan avançou para cima de Matsui com toda a violência que se permitia ter, iniciando uma briga que aumentou ainda mais a empolgação do público embora todos soubessem que nada daquilo terminaria bem.

E realmente não terminou…



XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


Se você chegou até aqui, muuuito obrigada <3

Não se esqueçam de votar e comentar o que acharam <3

Amo muito vocês <33



201 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Oiiiii! Tudo bem com vocês? Antes de tudo peço perdão pela demora em postar esse capítulo, era para ele ter saído uns dias atrás, mas como a ida para São Paulo foi uma correria, eu trabalhei o dia tod